29 de dezembro de 2007

Obrigado

Não é de certeza por ter feito 18 anos que posso dizer que estou "um homem", mas hoje ouvi coisas que não esperava ouvir, ouvi coisas tão bonitas, ouvi coisas tão puras, ouvi palavras para guardar para o resto da vida..
O que acho é que tudo isso me fez crescer, alargou os meus horizontes..
E porque a pessoa que sou hoje é fruto de todo o esforço e amor de quem me ama, um OBRIGADO infinito para todos os que me «montaram» e fizeram de mim a pessoa que têm hoje..
Como diz um amigo, um amigo daqueles que nunca encontramos, mas sabemos que anda sempre a tomar conta de nós, "sinto que a cada dia que passa estou um pouco menos perdido".. e é desta forma que eu me re-vejo, porque na minha vida tive sempre alguém a mostrar-me quais os caminhos certos e quais os errados, o que acontece é que nem sempre quis ver que o caminho certo era o certo, fechei os olhos e convenci-me que estaria bem.. Só me estava a enganar a mim próprio e a cair em erros que eu próprio construí..

Fica na minha cabeça (consciência) o cuidado de estar muito mais atento aos verdadeiros e certos caminhos e essencialmente de os seguir..

18 anos, Já cresci um bocadinho.. Obrigado a todos aqueles que o ajudaram a acontecer..

17 de dezembro de 2007

O meu Pai =)


No dia em que parti o ombro ele disse:

"Bruno, antes de entrares em campo aquece bem porque frio é fácil arranjares uma lesão tramada"


As mensagens mais comuns do meu pai:


"Bruno comeste bem? Fruta? Verduras? Alimenta-te bem filhão!"


Quando lhe comprei o bilhete de surpresa para ir ver os Scorpions:


"Então tu foste gastar dinheiro nisto?!"


Quando eu peço algo ao meu pai:


"Não trabalhas? Então compra com o teu dinheiro!"


Quando preciso:


Sempre lá