14 de abril de 2008

Histórias


Um dia deram-me uma flor
dessa flor criei um enorme jardim
um jardim eterno, sem fim, sem limite
até o dia em que o deixaram morrer de sede e esquecimento..

Adorava o meu jardim, era como um sonho
em horas desocupadas, perdia-me pelo cheiro das suas flores
Adorava o meu jardim, adorava quem me o deu
O meu jardim ensinou-me, hoje e daqui para a frente não mais ficar esquecido