2 de maio de 2009

Asas

Existem palavras que nunca libertei
impulsos e vontades que guardei em mim
Existiram sinais pelos quais nunca me guiei
vozes e manisfestos também assim

Cedo sonhei que poderia ter asas
asas onde eternamente pudesse planar

Asas onde pudesse eternamente
Sonhar, Criar e Mudar

Asas que me levassem até ao céu
para que um dia te pudesse dar o alto e o inatingivel
Asas onde nem um véu
te conseguisse esconder a surrealidade do impossivel

Asas servem para libertar palavras lá do alto
Asas eclodem impulsos e vontades reservadas em nós
Asas indicam nos por onde voar e poder sonhar
Asas são um grito que em silêncio...
...nos ensina a amar a vida